Volta para página inicial Conheça o Monza Clube do Brasil Participe do Clube Confira a agenda do Monza Clube Mapa do site A maior montadora do país Um marco na indústria automobilística Parceiros do Monza Clube Shopping Fale Conosco
 
Clique aqui para voltar à página inicial do SOS Auto
..

Os esclarecimentos abaixo são referentes à Consumo de Combustível

 
S.O.S. publicado em: 28/06/2002
Enviado por: Maurilio Ferrazoli (Guarulhos, SP)
Características do carro: Monza SL/E 1.8, 1985, gasolina

Dúvida: o meu Monza, equipado com câmbio automático, com 80.000 km rodados e utilizando-se de um carburador Solex de corpo simples, está fazendo uma média de 5,3 km/l na cidade (trajetos curtos) e, na estrada, aproximadamente 9 km/l (andando a 100 km/h). O consumo está apropriado para as características deste veículo?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Maurilio, na cidade, devido às variantes, fica díficil de se avaliar, principalmente em se tratando de pequenos percursos mas, na estrada, se for em trajetos superiores a 100 km, creio que o seu veículo deveria fazer, pelo menos, 10 km/l. Mesmo assim, seria necessário a utilização de combustível de excelente qualidade, assim como o veículo estar em perfeitas condições mecânicas.

S.O.S. publicado em: 07/02/2002
Enviado por: Fabio Iron (São Paulo, SP)
Características do carro: Monza SL/E, 1989, álcool

Dúvida: troquei o escapamento do meu Monza por um de 2 saídas de 2,5 polegadas e liguei direto sem o silenciador do meio. O consumo dele está em torno de 3,5 a 4,0 km/l . É preciso fazer alguma regulagem no carburador ou no motor do carro por causa da troca do escapamento? Quantos rpm deverá ficar a marcha lenta? Colocar um filtro de ar esportivo ajudaria no desempenho? Estava pensando também em colocar velas de 4 eletrodos.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Fábio, quando se instala o escapamento direto sem abafador você altera toda a dinâmica de gases, o mesmo ocorrendo com a troca do filtro de ar e, desta forma, reduzindo o torque do seu motor em baixas rotações com algum ganho de potência em altas rotações. Para poder compensar a redução de torque você deverá recalibrar o carburador, até mesmo para que o carro tenha acelerações rápidas e sem falhas, mas o aumento de consumo é inevitável neste caso. A marcha lenta ideal é de 900 +/- 50 rpm. A utilização de velas de 4 eletrodos proporcionará uma durabilidade maior sem que, no entanto, venha a aumentar a potência do veículo de forma significativa.

S.O.S. publicado em: 15/11/2001
Enviado por: Hygor Paiva Nasser dos Santos (Cerquilho, SP)
Características do carro: Monza SL/E 2.0, 1988, álcool

Dúvida: antes, o meu carro soltava aquela fumaça branca normal dos carros a álcool mas, ultimamente, ele anda soltando pouca desta fumaça.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Hygor, na verdade, eu ficaria preocupado com a fumaça branca e não com a sua ausência. A fumaça branca é sinal de que está ocorrendo a condensação de vapor e isto se deve à entrada e queima de água na câmara de combustão por causa de um defeito na junta do cabeçote, camisa ou, até mesmo, por excesso de água no combustível. Este "efeito" pode ocorrer em dias de excessiva umidade do ar. A sua ausência indica que não existe nenhum destes problemas e até mesmo que você está utilizando um combustível de melhor qualidade.

S.O.S. publicado em: 15/11/2001
Enviado por: Anderson José Rosa (Brasília, DF)
Características do carro: Monza SL/E 2.0, 1988, gasolina

Dúvida: fiquei sem combustível e, após colocar cinco litros, o carro ficou desregulado. Antes deste inconveniente, o veículo fazia entre 11/12 km/l mas, agora, a média está entre a 7/8 km/l. Como resolver e como encontrar um profissional competente?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Anderson, não creio que o problema do seu carro tenha como origem o fato de ter acabado o combustível e, muito provavelmente, uma simples coincidência. Até porque, o carro possui filtros que, se forem de boa qualidade, não deveriam permitir a passagem de resíduos sólidos ao carburador. Recomendo-lhe procurar por uma oficina mecânica especializada em regulagem de motores. Você poderá obter algumas dicas sobre como escolher a oficina mecânica aqui mesmo no Monza Clube bastando, para isso, consultar a seção "Yoshimura".

S.O.S. publicado em: 09/08/2001
Enviado por: Adriano Moreira Brito (São Paulo, SP)
Características do carro: Monza GLS 2.0 EFI, 1994, álcool

Dúvida: meu carro está fazendo 4,5 km/l e, sendo assim, o que poderia se fazer para melhorar este consumo, sendo que já foram trocadas as velas, filtros e limpeza do bico injetor.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Adriano, não tem como deixar o seu carro mais econômico senão fazendo a correta manutenção e dentro das especificações de fábrica. Esta é, sem dúvida, a única maneira, mas vale citar que tenho observado que quando é feito a revisão da injeção eletrônica a maioria dos mecânicos não tem ajustado o volume percentual de CO (monóxido de carbono). Outros ítens como alinhamento de direção, freios, calibragem dos pneus etc também devem ser observados.

S.O.S. publicado em: 09/08/2001
Enviado por: Nelson (Carazinho, RS)
Características do carro: Monza SL/E, 1986, álcool

Dúvida: qual o consumo médio de meu carro e como deixá-lo mais econômico?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Nelson, o consumo de um Monza a álcool é um tanto polêmico, e isto você poderá observar nas diversas questões apresentadas nesta coluna. Dependendo da sua forma de utilização e do tamanho do percurso, eu poderia lhe dizer que um "alto consumo'' seria considerado normal. Observe nas respostas anteriores que, então, você poderá compreender melhor. Com relação à melhorar no consumo, não existe nenhuma receita milagrosa. Simplesmente você deve manter rigorosamente em dia a manutenção do seu carro e dentro das especificações de fábrica. Não adianta tentar inventar como, por exemplo, reduzir o gicleur do carburador. Eu costumo dizer que todo brasileiro é técnico de futebol e mecânico _todos sabem dar palpite. Quanto ao futebol eu não sei, mas pode ter certeza que nenhum deles ainda foi melhor que a prancheta da engenharia industrial. A adequada utilização/condução do veículo também é um fator muito importante. Em suma, para um melhor aproveitamento do seu veículo e de forma otimizada, leia o manual do proprietário.

S.O.S. publicado em: 09/08/2001
Enviado por: Reinaldo Cardozo (São Paulo, SP)
Características do carro: Monza GLS 2.0 EFI, 1995, álcool

Dúvida: gostaria de saber qual é o consumo médio de um Monza GLS 2.0 1995, a álcool, que roda basicamente na cidade de São Paulo com uma ou duas pessoas, sem carga e com o ar-condicionado ligado no nível médio.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Reinaldo, é praticamente impossível determinar o consumo de um carro a álcool na cidade, isto porque existem várias determinantes e, principalmente, o percurso percorrido (distância). Observe que o Monza a álcool consome de 0,8 a 1,1 litro de combustível adicional na fase de aquecimento,  sendo que a média de consumo seja mais elevada quando os percursos são menores. Na estrada, e para um percurso de pelo menos 100 km, o consumo deverá ficar em torno de 12 km/l. Observe que com o condicionador de ar ligado o consumo, em estrada, é menor do que com os vidros abertos, devido à resistência aerodinâmica provocada.

S.O.S. publicado em: 09/08/2001
Enviado por: Rodrigo Oliveira Abras (Belo Horizonte, MG)
Características do carro: Monza SL/E 2.0 EFI, 1993, gasolina

Dúvida: gostaria de saber a média de consumo de meu veículo.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Rodrigo, a única forma de você saber se o consumo está normal, é checando se todos os sistemas do seu veículo estão em perfeito funcionamento. Observe que qualquer irregulariedade elevará demais o consumo. Posso mencionar alguns ítens: pneus descalibrados, aumento de até 16%; direção desalinhada, até 6%; vidros abertos na estrada, 11%; ar-condicionado ligado e vidros fechados, em torno de 4%. Outros ítens como filtro de ar, óleo do motor, regulagem dos freios, adornos externos, peso adicional, pneus e/ou rodas nas medidas diferentes do original etc., também elevam o consumo. Agora, o maior vilão é, sem dúvida, a condição mecãnica do motor e a sua regulagem, assim como dos diversos sistemas que o compõem.

S.O.S. publicado em: 09/08/2001
Enviado por: Isaac E. Costa (São Paulo, SP)
Características do carro: Monza SL/E, 1987, álcool

Dúvida: recentemente, troquei velas, filtro de combustivel, mangueiras, filtro de ar, além de realizar regulagem e limpeza do carburador mas, no entanto, o consumo não melhorou: na cidade faz de 3,5 a 4 km/l e, na estrada, o máximo obtido até o momento foi de 7 km/l.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Isaac, a primeira providência a ser tomada será detectar se o problema está no motor ou em outros sistemas. Para isso, procure por uma boa oficina mecânica e faça um diagnóstico do motor e também é muito importante se realizar a leitura dos gases do escapamento. Só assim você poderá determinar se está havendo perda de combustível por problemas de carburador, ignição ou mesmo pela regulagem. O consumo de 7km/l na estrada é realmente elevado e, de fato, você tem algum problema ocasionando o elevado consumo. Existem outros ítens a serem verificados como o alinhamento de direção, calibragem de pneus, freios, sistema de arrefecimento, etc.

S.O.S. publicado em: 28/06/2001
Enviado por: Antonio Elias dos Reis (Itabira, MG)
Características do carro: Monza SL/E 1.8, 1990, gasolina

Dúvida: um carro com filtros, cabos, velas, etc. trocados recentemente, com três pessoas à bordo e andando, em média, a 100 km/h em retas, fazendo 9 km/l está alto? Li em uma reportagem da revista "Oficina Mecânica" que, "enquanto o Monza 1.8 a álcool percorre 11,9 km com um litro de combustível, o Monza 1.8 a gasolina percorre 17,4 km com a mesma quantidade, à velocidade constante de 60 km/h, em 5ª marcha". Sendo assim, imagino que andando a 100 km/h a média deveria ser em torno de 13 km/l. Também li, certa vez, que diminuindo ou aumentando a mistura ar/combustível o carro fica mais  econômico, porém perde a "força".

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Antonio, a média de consumo de combustível que você cita está abaixo do ideal para o seu veículo. Com relação ao consumo, citado na revista "Oficina Mecânica", você também pode obter tais marcas, desde que o seu carro esteja em perfeitas condições. Mas observe que se trata de uma medição que tem o início e o término da medição na estrada e sem trânsito e, também, que o consumo de combustível na fase de aquecimento é ignorado pois, no início do teste, o veículo já se encontra pré-aquecido, o que não acontece na prática. Como citado anteriormente, para que seu carro obtenha o menor nível de consumo, não adianta utilizar-se de artimanhas mas, sim, da correta manutenção e dentro das especificações técnicas. Para isso, é necessário que a oficina em questão tenha recursos técnicos e humanos. Do contrário... A única oficina que poderia lhe indicar em sua cidade é a Mecânica Teixeira, localizada na rua Joaquim Carlos, 3, tel. (0xx31) 3831-5546. Procure pelo meu amigo Cleber que, com certeza, poderá reconstituir a originalidade do seu veículo e devolvendo-lhe a sua perfeita funcionalidade.

S.O.S. publicado em: 28/06/2001
Enviado por: Clodoaldo Zanini (Blumenau, SC)
Características do carro: Monza Classic SE 2.0 EFI, 1992, álcool

Dúvida: gostaria de saber se há algo que possa ser feito para melhorar o consumo de combustivel do meu Monza, já que ele faz entre 6 e 6.5 km/l.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Clodoaldo, para se ter um carro econômico é necessário que tudo que se refere ao trem de força e à rodagem deva estar em ordem. O motor é uma máquina e, como tal, precisa estar em perfeitas condições de funcionamento e, também, não deve haver desperdício de energia, ou seja, utilizando forças desnecessárias como, por exemplo, a elevada resistência provocada por um pneu descalibrado. Desnecessário ficar dizendo: filtro de ar tem que estar limpo; direção, alinhada; freios, regulados etc... Todos nós estamos cansados de saber que o bom funcionamento e o baixo consumo de combustível está diretamente ligado à correta manutenção do veículo e de acordo com as especificações técnicas e, não se esquecendo, na maneira correta de se dirigir.

S.O.S. publicado em: 03/05/2001
Enviado por: Dirceu Anderson (Porto Alegre, RS)
Características do carro: Monza SL/E, 1985, gasolina

Dúvida: gostaria de gastar menos combustível. Seria possível reduzir o tamanho do gicleur de alta. Obs: não me importo com a velocidade final.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: o Monza 85 está equipado com carburador de corpo simples e, por isso, tem apenas o gicleur de marcha lenta e o principal. A redução do gicleur principal acarretará um empobrecimento da mistura, fazendo com que haja uma concentração de combustível apenas no centro da câmara de combustão, concentrando do mesmo modo a queima que passa a funcionar como um maçarico apontado para a cabeça do pistão, podendo acarretar a perfuração no centro do pistão, além de outras consequências, tais como: a perda de rendimento, aumento da temperatura da câmara de combustão e muito mais... e menos redução no consumo de combustível. Dirceu, entenda que a engenharia, principalmente pressionada pelas leis do Conama, projetou um motor mais econômico possível dentro das tecnologias disponíveis na época, visando a obtenção de um veículo pouco poluente e, com certeza, eles não esqueceram de já reduzir ao máximo o tamanho do gicleur. O que você precisa fazer é uma revisão do seu carro pois, estando tudo em ordem, seu consumo será o menor possível.

S.O.S. publicado em: 03/05/2001
Enviado por: Alex Sandro (Campos dos Goytacazes, RJ)
Características do carro: Monza SL/E, 1986, álcool

Dúvida: venho notando que meu carro anda consumindo muito combustivel, sentindo-o meio "preso". Andando a 80 km/h e engatando ponto-morto o mesmo desacelara muito rapidamente.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Alex, pelo que você me informa, o seu carro deve estar com uma ou mais rodas presas, o que tem tornado o carro pesado com pouco desempenho e elevado consumo. O que você tem a fazer é identificar qual ou quais as rodas presas e por qual motivo. Só então poderá definir a solução. Para tanto, levante o carro desengatado e, com o freio solto, vire cada roda com as mãos podendo, assim, identificar as rodas "presas". É muito comum algum problema de freio e somente com a devida correção você já obterá uma considerável melhora de desempenho e consumo.

S.O.S. publicado em: 19/04/2001
Enviado por: Vagner (São Paulo, SP)
Características do carro: Monza SL/E 2.0, 1991, álcool

Dúvida: meu carro possui câmbio automático. Dizem que o consumo de um carro automático é maior, sendo, no meu caso, de 5,2 km/l na cidade e 8 km/l na estrada. Está normal?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: o consumo de 5,2 km/l na cidade é questionável, mas o consumo de 8 km/l na estrada está fora dos padrões de consumo do seu carro. Procure uma boa oficina para fazer um diagnóstico mais detalhado.

S.O.S. publicado em: 08/03/2001
Enviado por: Marley Paranhos Silva (Belo Horizonte, MG)
Características do carro: Monza SL/E 2.0, 1986, álcool

Dúvida: meu Monza está fazendo 4,5 km/l na cidade, sendo que o Monza 1.8 de um amigo faz 7 km/l. O que posso fazer para melhor o consumo?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: a cada vez que você liga o carro quando ainda frio tem um consumo adicional de 0,8 a 1,1 litro de álcool na fase de aquecimento. Agora imagine o consumo do seu percurso diário, mais o consumo adicional da fase fria dividido pelo percurso diário. Qual o consumo daria? Explico: caso o seu carro faça 8 km/l e você o utiliza num percurso diário de 16 km, teremos um consumo de 2 litros no percurso mais 1 litro da fase fria, o que daria 3 litros de álcool para um percurso de 16 km. Com a divisão de 16 km por 3 litros, o resultado seria um consumo de 5,33 km/l e, dependendo do seu percurso diário, a média de 4,5 km/l pode ser considerado normal. Procure uma boa oficina mecânica e peça para fazer um diagnóstico e uma leitura de gases do escapamento que, desta forma, você poderá ter certeza também de que o seu motor está realmente consumindo dentro da normalidade.

S.O.S. publicado em: 08/03/2001
Enviado por: Valdemir R. dos Santos (Votorantim, SP)
Características do carro: Monza Classic SE 2.0 EFI, 1992, gasolina

Dúvida: tenho um Monza Classic automático e estou desanimado com seu consumo. É um ótimo carro, porém, seu rendimento é de apenas 200 km por tanque de gasolina. Isto é normal?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Valdemir, com certeza você tem algum problema, pois o consumo que você menciona é muito alto, mesmo para a cidade. Procure uma boa oficina e faça um diagnóstico das prováveis causas. Você irá ficar feliz com o seu carro!

S.O.S. publicado em: 22/02/2001
Enviado por: Rodrigo Dias (Goiatuba, GO)
Características do carro: Monza SL/E 2.0 EFI, 1992, álcool

Dúvida: qual o consumo médio de meu Monza? Atualmente, o mesmo está fazendo uma média 4,5 km/l na cidade. É normal? Já foram trocadas velas, cabos e filtros. O que posso fazer para melhor este consumo?

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Rodrigo, esta é uma reclamação muito comum e volto a afirmar: na cidade não se mede o consumo, pois são tantas as variáveis que se torna impossível estabelecer um parâmetro confiável. O carro é o único veículo em que medimos o consumo em quilômetros/litro. Por exemplo: aviões, barcos, tratores etc., tem o consumo medido em horas/rpm, o que seria mais confiável. A conceituada revista "Quatro Rodas", ao determinar os parâmetros de comparação de consumo na cidade, utilizava sempre um mesmo trajeto, sempre no mesmo horário e nas mesmas condições de trânsito e climáticas e sempre se iniciou com o motor previamente aquecido. Isso porque, no caso do Monza a álcool, na fase de aquecimento, existe um consumo adicional de 0,8 a 1,1 litro, que será diluido no percurso a ser executado, o que torna o consumo elevado, principalmente se utilizado em pequenos percursos, como é o caso em que o veículo é utilizado para a ida e volta do trabalho. Para saber se o seu carro está com o consumo correto, faça a medição em uma viagem com longos trechos rodoviários, onde o consumo se refletirá de forma mais confiável. Outra opção seria procurar uma oficina devidamente aparelhada e capacitada para se fazer uma medição dos gases queimados e, se estiver fora, faça uma regulagem fina através do parafuso de regulagem de voltagem do bico injetor, localizado no cofre do motor, em cima do paralama esquerdo.

S.O.S. publicado em: 22/02/2001
Enviado por: Alexandre Palma (São José, SC)
Características do carro: Monza Classic SE, 1992, álcool

Dúvida: qual é a média normal de consumo do meu carro (em viagem e na cidade)? No momento, a média obtida está sendo de 5,0 a 5,5 km/l na cidade e de 7,3 a 9,98 km/l na estrada.

Resposta do consultor técnico Luiz Yoshimura: Alexandre, o consumo que você menciona na cidade pode se dizer que está normal. No entanto, creio que na estrada ele poderia ser um pouco melhor. Procure uma oficina devidamente capacitada e peça um diagnóstíco do seu carro quanto ao sistema de injeção eletrônica e, também, não se esqueça de verificar outros itens como o alinhamento de direção, freios, calibração dos pneus, filtros etc. pois, com certeza, o nível de consumo do seu carro vai melhorar bastante.

 

Clique aqui para ler as próximas dúvidas/perguntas

 
Volta para página inicial Conheça o Monza Clube do Brasil Participe do Clube Confira a agenda do Monza Clube Mapa do site A maior montadora do país Um marco na indústria automobilística Parceiros do Monza Clube Shopping Fale Conosco

Monza Clube do Brasil - Todos os direitos reservados